sexta-feira , 24 março 2017
Início / Dicas / Dicas de Pro Tools: Shuffle – Spot – Grid – Slip | Aprenda a usar

Dicas de Pro Tools: Shuffle – Spot – Grid – Slip | Aprenda a usar

Começando com a nossa sessão de dicas de Pro Tools, hoje falaremos sobre funções básicas que as vezes sabemos o que é mas nem sempre as usamos ou entendemos a funcionalidade correta da função.

 

O Pro Tools tem quatro modos principais para mover o áudio em uma sessão: Shuffle, Spot, Grid, e Slip. Entender as diferenças entre estes modos, e o poder de cada um lhe dá, é crucial para maximizar sua eficiência no programa. Os modos são selecionados através de ícones gráficos na parte superior esquerda da janela de edição.

Modo Shuffle

Modo Shuffle ou aleatório as regiões são ligadas uma pela extremidade da outra, alinhando-se às demais regiões ou pelo início de uma trilha. Ao se adicionar uma nova região a uma trilha, as regiões posteriores à ela são “empurradas” para a frente, sendo o deslocamento do tamanho da região que foi inserida. Este modo é mais útil para quando se quer arrumar as regiões para que ocorram uma após outra numa trilha, sem superposições ou espaços entre elas

Modo Spot

Quando você move uma região de áudio, ou puxa um arquivo de áudio fora da lista das regiões de áudio (no lado direito da janela de edição) uma caixa de diálogo irá aparecer pedindo que você digite o local para a região. Uma vez que você digitar o local, o áudio vai mover-se exatamente onde você definiu.

Modo Spot  é ideal para trabalhar com efeitos sonoros e coisas que estão sendo marcadas junto a imagem. Depois de ter sua sessão sincronizada via “time code” você pode simplesmente inserir o valor do time code desejado que irá para o que você digitou. Se você mover uma região para o lugar onde existe outra,  a primeira região será cortada no ponto onde começa a nova região e/ou termina essa região.

 

Modo Grid

Modo Grid no Pro Tools  funciona como a maioria dos sequenciadores MIDI . Tudo se encaixa em uma grade definida pelo usuário ou quantização. Você pode definir a grade baseada em valores musicais (colcheias, por exemplo) ou valores de time code. Este modo também é útil para o trabalho baseado em loops, permitindo  a flexibilidade adicional de ser capaz de largar regiões onde quiser, mas manter travados ao calendário musical da peça.

Um monte de engenheiros utilizam este modo ao editar coisas como partes de bateria (um uso muito comum de Pro Tools) porque torna muito rápido para soltar notas de tambores individuais  para valores específicos  de tempo musical que estão relacionados com a música.  Se você mover uma região para o lugar onde existe outra,  a primeira região será cortada no ponto onde começa a nova região e/ou termina essa região.

 

Modo Slip

O Modo Slip  permite que você coloque um áudio região onde desejar, independente de qualquer grade ou valores de time code. Este modo é útil para todas as outras coisas que você faz no Pro Tools, particularmente quando se trata de trabalhar com regiões que não têm qualquer relevância para o momento musical da peça. Muitas vezes vocais e faixas de guitarra são compatíveis  com este modo. E novamente, se você mover uma região para o lugar onde existe outra,  a primeira região será cortada no ponto onde começa a nova região e/ou termina essa região.
Iniciantes usam bastente este modo, mas alguns nunca pensam em sair dele e explorar o poder dos outros modos. Um experiente usuário de Pro Tools que está sendo pago por hora é geralmente capaz de alternar rapidamente entre eles usando  cada um de forma adequada.

 

Pratique e descubra quais modos funcionam pra você em diferentes situações. Ao familiarizar-se com as ferramentas  do  Pro Tools você perceberá que o tempo gasto numa edição cairá drasticamente, aumentando sua eficiência no programa.

Comente e divulgue esse post, conte sua experiência, pergunte!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

E fique por dentro das novidades do mundo do áudio.

 

Fonte: Manual do Pro Tools e do sweetwater.com

Agradecimentos a Nuno Penna ( @nunopenna ) e Geu Bahia: ( @geubahia )

Sobre Diego Moreno

Fundador do site, Engenheiro de áudio, apaixonado por música, divide o tempo entre a estrada o estúdio e a constante atualização do site.

Confira também

neve 1073

NEVE 1073: A História da Lenda.

A História do preamp mais famoso e desejado do mundo

  • Nuno

    Ótimo post. Como usuário do protools, uso com frequência estas ferramentas que ajudam muito. Principalmente com edição de sons para filmes e spots de rádio. Alé do que diego já disse vou colocar aqui as teclas de atalho. que são simples e agilizam muito na hora de mudala.
    SHUFFLE = F1
    SLIP = F2
    SPOT = F3
    GRID = F4.