sexta-feira , 23 junho 2017
Início / Dicas / 4 Dicas de gravação – Pensando no resultado final

4 Dicas de gravação – Pensando no resultado final

Já imaginou que pensando no final do processo de uma gravação musical você pode achar a chave de como deve começar ? Entenda no texto abaixo.

Os engenheiros de áudio desempenham um papel importante no processo de desenvolver música gravada . Estas peças são : Gravação, mixagem e masterização.

Às vezes são três engenheiros diferentes, dois ou até mesmo um só que completam estas peças e etapas separadamente. São três fases distintas, porém cada uma poderá melhorar ou piorar o processo anterior. Pensando nisso é importante fazer a gravação com o resultado final em mente.

Sabendo disto vamos olhar para o processo de gravação pois nele eu acredito que há dois erros comuns:

1) O primeiro erro é assumir que algo gravado mal poderá ser corrigido no processo de mixagem. BATMAN-E-ROBIN

É verdade que as ferramentas de processamento de sinal são hoje em dia muito poderosas e podem resolver muitos problemas. Elas podem fazer algumas coisas ruins ficarem boas. Mas essas mesmas ferramentas poderosas também podem fazer coisas boas ficarem excepcionais. Para obter o melhor resultado, não há nada que seja tão precioso como uma grande gravação.

2) O segundo erro na gravação é concentrar-se nos sons individuais da canção sem considerar seu contexto de mix global. 

Isso pode significar que você está se concentrando demais em obter um otimo som do instrumento sem considerar como ele se encaixa com outros instrumentos. Por exemplo, você pode se colocar em um esforço significativo para gravar uma guitarra acústica de som “claro” e “cheio” por conta própria. No entanto, isso poderia realmente causar problemas quando a guitarra acústica tem de se misturar na mix com outros instrumentos.

Certamente, é responsabilidade fundamental do produtor juntamente com o engenheiro de captação e mixagem fazer já na gravação com que todas as peças de uma música se encaixem. Tudo soará bem e melhor realizado se os sons originais forem gravados com a intenção de se encaixarem.

Aqui estão algumas coisas a considerar se você quer gravar pensando na mix e master em mente:

 

1) Profundidade / Espaço

Se sua mix dispõe de vários instrumentos diferentes, então é comum querer ouvir alguns instrumentos ”a frente ” para o ouvinte e outros instrumentos “distante” do ouvinte.
Existem técnicas de mix que podem ser usadas mudando a percepção de profundidade . No entanto, também existem técnicas de gravação que pode conseguir resultados semelhantes de uma forma natural e mais fácil.

Uma maneira de conseguir a percepção de proximidade é gravar com um microfone perto da fonte de sonora. Coloque um microfone a algumas polegadas da boca do vocalista. Coloque um microfone angulado na parte superior da caixa de bateria e etc…

Se você quiser que um instrumento a soe distante, configure microfones mais longe da fonte sonora. Puxando o microfone algumas polegadas de distância de um amplificador de guitarra poderá já fazer uma grande diferença.

 

2) Largura Stereo

Em uma mix estéreo, existe uma grande quantidade de espaço disponível, no plano horizontal. Com essa abrangência de espaço você pode facilmente colocar sinais mono com ajuste de PAN para os alto-falantes esquerdo e direito, mas existem outras técnicas que podem ser usadas para preencher criativamente a largura do estéreo.

Há muitas técnicas de microfonação estéreo que podem ser utilizados para capturar a fonte sonora , além de também dobrar um track performance do instrumentista. Se você estiver gravando guitarra elétrica, grave-o duas vezes e desloque um track para a esquerda e o outro para à direita.  Para dar um passo adiante, grave cada take com microfones diferentes para que cada lado tenha sons únicos.

Da mesma forma, para conseguir uma grande gravação vocal, um truque é usar três takes uníssono separado da mesma performance vocal. Coloque o melhor take gravado no centro em um nível para entrar na mix . Pegue os outros dois takes e abra o PAN um a esquerda e outro a direita. Misture a amplitude destes tracks e mixe sutilmente , esta técnica trará largura.

Já falamos sobre imagem estéreo na mixagem nesse post, confira:

Imagem estéreo na mixagem

 

3) Tom / Timbre

Outra coisa a considerar quanto a gravação é o equilíbrio espectral ou o tom de mistura. Você quer que a combinação global seja clara ou escura? Você quer que determinados instrumentos soem quentes e claros?

Uma maneira rápida de mudar o tom de uma gravação é o ângulo de um microfone fora do eixo da fonte. Outra idéia é a de escolher entre condensador (normalmente mais brilhante) ou microfones de fita (normalmente mais quentes).

A colocação do microfone relativa ao instrumento faz uma diferença significativa. Se você gostaria de alcançar um som “completo” e “tonal” com uma violão, então aponte um microfone diretamente para o buraco de som. Se você gostaria de alcançar um som “nítido” e “percussivo”, aponte o microfone diretamente no 12 º traste.

 

4) Efeitos de Impressão

Inspiração e criatividade poderá vir a qualquer momento. Se você está experimentando efeitos enquanto estiver gravando, então você pode se deparar com o som de “assinatura” para uma mix. Isso pode ser um delay, reverb, ou efeito específico de modulação.

Em vez de deixar isto inteiramente para o engenheiro de mixagem, já capte essas impressões de seco ou molhado assim quando ele for mixagem já sera dirigido pelas mesmas impressões, afinal você nunca sabe se o seu engenheiro de mixagem será capaz de replicar perfeitamente um grande efeito que você criou.
Em conclusão, podemos dizer que ter uma visão sólida do resultado musical antes de começar a gravar poderá fazer o processo de gravação mais produtivo e economizar muito tempo na mixagem e masterização.

Sobre Douglas Barba

Iniciou sua carreira profissional em 2006 , formado pelo IAV e SENAC trabalha atualmente como técnico de monitor da dupla sertaneja Maick & Lyan tendo trabalhado em outras bandas e trabalhos como: Ao Cubo ,Funk Como Le Gusta , Léo & Júnior , Tuta Guedes , Rapadura , Rodriguinho, Musical O Corcunda de Notre Dame , Musical O Peixonauta , Band , ESPN Brasil , Rit TV.

Confira também

Introdução a filtros digitais – Parte 2 – Linkwitz-Riley

Hoje vamos falar sobreo filtro Linkwitz-Riley.