terça-feira , 18 dezembro 2018
Início / Dicas / 3 técnicas de equalização que você usa errado

3 técnicas de equalização que você usa errado

o Equalizador é uma ótima e poderosa ferramenta. Na verdade é a sua principal ferramenta depois do fader de volume.

E com um grande poder, vem uma grande responsabilidade. Quanto maior o poder, maiores são as chances de cometer erros.

Se você está lendo isso, não é nenhuma surpresa pra você que existem várias formas de lutar com os Equalizadores. Algumas vezes o resultado final fica pior do que quando começou.

Então aqui temos 3 técnicas de equalização que as pessoas usam, e que as vezes causa mais dano do que somar algo de bom. Eu sei, eu sei… Eu também usava!

 

1. High-Pass Filter em tudo !hpf

Essa é boa. ” Coloca o HPF em tudo, exceto no bumbo e baixo”, sempre. Cortar frequências indesejadas, só tem sujeira e sobra de grave nessa região.  Isto soa familiar?

Bom, HPF em tudo é provavelmente uma ótima ideia se você está mixando uma música gigante com mais de 100 trilhas. Se você tem muita coisa tocando junto, a maioria das coisas tem que soar pequeno.

Mas se você precisa de mais realismo e vida, pense bem antes de usar o HPF. Melhor ainda, escute essa região antes do filtro. Eles estão certos – tem um monte de ruído e sujeira lá, mas também tem peso, calor e uma vibe rolando lá também.

De toda maneira, não se envergonhe por isso. Apenas tenha em mente que é uma ferramenta. E as vezes não é a melhor ferramenta pro trabalho. As vezes você pode precisar de peso e calor  – mesmo em canais que não tem o nome de “bumbo” ou “baixo”.

2. Cortando em pedaços

Cortar uma frequência é melhor do que aumenta-la certo? Bom, as vezes. Você usa o método “boost and Sweep”  para achar frequências ruins?

Aqui está uma armadilha — quando você procura por frequências ruins, você sempre acha. Um monte delas.

Porque se você der um “boost” estreito numa frequência e passear pelo equalizador, toda frequência vai soar horrível. Aí você vai cortar. Agora as DAWs  e as consoles digitais tem quatro, cinco, até 10 bandas de equalização em cada canal…. Agora você vai cortar todas as frequências indesejadas!

Se você sabe do que eu estou falando, vai saber que sua equalização começa a parecer aquele jogo “worms”.  E você pode usar um monte de palavras pra descrever seu som mas, quente, brilhante, vivo e saboroso você não vai poder usar. Então:

Não cave buracos no seu som!

 

Assine nossa lista de e-mail

3. Esqueceu de tentar usar a inversão de polaridade.

Aqui está um dos recordistas. Toda vez que você tem dois microfones numa fonte, fase e polaridade começam a ficar interessante. Já escrevemos sobre isso em:

Conceitos básicos sobre fase

FASE: Diferença de tempo ou polaridade?

Quando tiver dois mics, antes de usar o equalizador, tente inverter a polaridade de um dos canais ( não importa qual dos dois). As vezes você pode achar o seu som mais rápido do que usar um equalizador. Você pode ficar lutando com o equalizador quando apenas o botão da polaridade vai resolver o seu problema, e fazer todo o trabalho pra você.

Nem sempre irá funcionar, mas quando isso acontece você vai sentir como se tivesse “roubando” ou usando um “cheat”
Portanto, não parar de pensar, e não parar de ouvir. Não tome nada por garantido. E não se esqueça que quanto menos EQ você usa, mais integridade é mantida no som.

O equalizador  é uma ferramenta poderosa. Então, eu recomendo a tentar encontrar maneiras de usá-lo o mínimo possível.

 

Este artigo foi traduzido livremente do blog.kimlajoie.com

 

Sobre Diego Moreno

Fundador do site, Engenheiro de áudio, apaixonado por música, divide o tempo entre a estrada o estúdio e a constante atualização do site.

Confira também

Masterização – O que há de errado com minha música?

masterização pode ser a salvadora da pátria. Se você já se indagou de alguma das maneiras abaixo, vai entender o que eu estou falando.

%d blogueiros gostam disto: