terça-feira , 18 dezembro 2018
Início / Dicas / 5 Dicas para gravar guitarra

5 Dicas para gravar guitarra

 

 

Aproveitando o sucesso do post anterior,  resolví postar algumas dicas para gravação de guitarras usando microfones no amplificador.

 

Leia também:

 

1. A guitarra e o amplificador

 

Toda  guitarra soa diferente. Uma telecaster nunca vai soar como uma Les Paul e nenhuma quantidade de processamento vai mudar isso. Então, se você precisa do som de uma Les Paul para esta gravação, a sua melhor aposta é ter uma disponível.

Há algumas guitarras e amplificadores que são bastante versáteis em diversas situações de gravação, mas forçando eles a soar como algo que eles não são só vai levar à frustração. Tanto um Fender Twin  como  Vox AC30 som ótimo para timbres limpos, mas são totalmente diferentes em suas características. Usando a mesma guitarra e um amplificador para cada parte de cada música fica chato um bocado, mas ter um equipamento versátil ou que atenda a necessidade do seu som ou do seu estilo musical é importante.

 

 

2. Considere o ambiente e a acústica

 

Não subestime o impacto do ambiente e da acústica da sala no posicionamento do amp. De um modo geral,  é ideal que o  amp esteja  bem longe das paredes e do chão um pouco. Se um amplificador pequeno não parece grande o suficiente,  tente colocá-lo em um canto para ficar mais baixo. Um tapete em frente do amp vai ajudar a manter os reflexos de entrar no microfone.

Experimente: as sugestões acima não são exatamente regras. No stúdio não tenha medo de testar, demore o tempo que for necessário para achar a melhor posição do amp ou do mic na sala.

Posicionamento dos amplificadores
Um bom exemplo de posicionamento dos amplificadores

 

 

 

3. Afinação, temperatura e cordas novas

 

Tenha o cuidado de assim que chegar ao stúdio, expor seu instrumento à temperatura da sala onde você vai tocar. Não esqueça que a afinação  de  instrumentos de madeira reage a mudanças de temperatura.

É quase uma regra mas não posso deixar de comentar: CORDAS NOVAS são de fundamental importância numa gravação. De preferência não deixe pra trocar as cordas no stúdio, troque-as em casa e toque um pouco para “amaciar” as cordas.

 

4. Seleção de microfone e posição

 

Geralmente para microfonar o amp, os microfones mais comuns a serem escolhidos são os  condesadores de diafragma grande e os dinamicos. O microfone dinâmico irá  moldar o som um pouco à sua própria característica quanto  o condensador será mais fiel à fonte. Distância, ângulo e posição afeta toda  a resposta sonora que você vai obter.

Microfone Condensador e dinâmico

 

Lembre-se de uma regra básica ao microfonar o alto falante: quanto mais ao centro do alto falante você posicionar o microfone, mais ríspido e agudo será o som, ao afastar do centro indo em direção à borda, mais suave e “fechado” será o som.

microfone na borda do amp
Microfone na borda
microfone no eixo do amp
Microfone no eixo

 

 

 

 

 

Aproveite o tempo para experimentar e fazer tudo corretamente, não basta colocar o microfone onde parece que deve ser  o lugar ou o que trabalhou pela última vez.  SEMPRE ESCUTE. Adicionando um segundo microfone é outro desafio  que vou abordar em outro post,  mas pode ser muito interessante experimentar.

 

5. Dobre  !

 

Grave sempre uma pista a mais da mesma sessão rítmica ou solo o mais próximo possível do original. Preferencialmente usando o PAN  aberto ( uma toda pra direita a outra totalmente pra esquerda).

Não esqueça que dobrar não é o mesmo que duplicar um track. Enfatizando então, dobrar significa gravar novamente o mesmo canal e não duplica-lo no software de gravação.

Experimente, seja criativo, mude a configuração do amp ou dos captadores no segundo canal. Tenho certeza que você vai descobrir sons novos como novas maneiras de mudar o seu som.

 

Insira aqui o seu email para receber gratuitamente as atualizações do blog!

 

 

Vamos discutir este post nos comentários, discussão gera conhecimento e espero que os amigos guitarristas possam contribuir com suas experiências em estúdio e gravações!

 

Vamos lá!   COMENTE E DIVULGUE!!!

 

 

 

Sobre Diego Moreno

Fundador do site, Engenheiro de áudio, apaixonado por música, divide o tempo entre a estrada o estúdio e a constante atualização do site.

Confira também

Masterização – O que há de errado com minha música?

masterização pode ser a salvadora da pátria. Se você já se indagou de alguma das maneiras abaixo, vai entender o que eu estou falando.

%d blogueiros gostam disto: