fbpx
quarta-feira , 28 julho 2021

Como fazer o rider técnico – Áudio na estrada #2

 

Dando continuidade ao post sobre input list, abordarei aqui um ponto de partida para a elaboração de um rider técnico. Somente tratarei da sonorização, deixando de lado iluminação e cenário.

 

Elaboração do rider técnico / input list

O  ‘start‘ seria com o nome da banda/artista e sua logomarca, acompanhado de contatos dos responsáveis: produtor técnico, técnico de p.a e técnico de monitor, para possíveis acordos de alterações.
Alguns riders técnicos informam a necessidade de fornecimento de energia(kVA)  para som e luz; de grande valia quando a banda possui iluminação e cenário próprio.

Leia também:

Palco:
  • Estabelecer dimensões necessárias e localização de equipamentos.
  • Exigir aterramento.

obs: importante que a empresa contratada para a montagem do palco tenha registro no CREA, e que seja feita a ART (anotação de responsabilidade técnica).

 

Informações do palco/monitor:
  • Quantidade de praticáveis necessáriosRider técnico
  • Instrumentos que precisem ser locados(ex:bateria)
  • Amplificadores
  • Sub-snake
  • Monitores
  • Side
  • Alimentacao de AC necessária para ligação de equipamentos
  • Exigência ou preferencia de consoles
  • Informacao de freqüência dos transmissores e receptores utilizados, para que nao tenham outros na mesma gama de freqüência.

 

P.A:
  • Consoles exigidas ou preferidas
  • Localizacao da house mix
  • Necessidade de front fill

 

 Input list:

 

  • Numeração dos canais / instrumento / microfones ou direct box /observacoes (pedestais e garras)
  • Organização do patch snake
Mapa de palco:
Mapa de Palco
  • Informacao sobre posicionamento dos instrumentos
  • Disposicao dos praticáveis, amplificadores e pontos de AC

 

Empresas cadastradas:
  • Cadastrar empresas locadoras de som facilita a escolha do contratante e o assegura quanto a qualidade de sua contrataçåo.

 

Exemplos:

Cada banda/artista possui suas necessidades técnicas específicas, por isso um rider bem feito, objetivo e elaborado pela sua própria equipe, elucida duvidas dos contratantes, produção local e empresas locadoras de som.
Para cobrar que haja responsabilidade e respeito, em relação as exigências, faz-se necessário que as equipes técnicas das bandas/artistas façam sua parte primeiro, enviando um rider técnico atualizado e coerente com a realidade.

Gostaria de agradecer aos amigos que gentilmente cederam seus riders técnicos, para que pudessem ser usados  como exemplo.

Sobre Tito Menezes

É colaborador do Áudio Repórter, Engenheiro de som e produtor técnico. Atualmente comanda o seu próprio estúdio móvel.

Confira também

Passagem de Som em Trio Elétrico - Carnaval Salvador 2017 | Tito Na Estrada #27 3

Passagem de Som em Trio Elétrico – Carnaval Salvador 2017 | Tito Na Estrada #27

Segunda parte de uma serie de videos sobre os bastidores do carnaval de salvador 2017. Passagem de som no carnaval de Salvador!

13 comentários

  1. Muito bom Tito!!

  2. Parabéns Titão adorei a materia legal ter colocado rider de outras bandas muito bom .

  3. Bacana, documento importantíssimo. Quando elaboro um Rider Técnico penso sempre no técnico da empresa. Tem que estar com infos claras e precisas.

    Mas tenho uma dúvida? Muitas vezes sou solicitado a criar riders. Mesmo sem ser o técnico da banda. Devo cobrar? Quanto custa?

    Abraços técnicos à todos.

  4. Sempre gosto de lembrar da possibilidade ou necessidade, dos artistas e / ou bandas e suas equipes técnicas, montarem um rider reduzido específico para televisão, para aqueles programas onde só apresentarão uma ou duas músicas. Levando em conta, que os tempos de televisão são diferentes e as condições em gera não são as mesmas que encontrariam em um show próprio.
    Penem nisso.

  5. hey cara!!! tenho uma duvida!! os microfones nao sao da banda nao é???

  6. Tenho uma dúvida, pretendo seguir com a carreira de operador de som ( apenas de shows ) que cursos/faculdade devo fazer? Agradeço já!

  7. Os links do exemplo que vão para o dropbox estão desabilitado.

  8. Os links do exemplo que vão para o dropbox estão desabilitado. :/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: