domingo , 15 setembro 2019
Início / Dicas / A melhor dica de equalização

A melhor dica de equalização

Essa dica sempre aparece quando se trata de técnicas de  equalização. Neste post vou provar porque essa dica é eficiente!

“Use ajustes finos quando estiver cortando frequências, e ajustes largos quando estiver adicionando.”

 

Há boas razões para seguir este conselho, mas se você não está acostumado com essa dica, certamente vai se sentir um pouco desconfortável com ela.

Não se preocupe, te darei boas razões para seguir esta dica. Mas você pode começar lendo mais sobre equalizadores aqui no áudio repórter:

Tudo sobre equalização – Parte 1

Tudo sobre equalização – Parte 2

 

Porquê é uma boa dica?

Na prática, cortes largos removem mais sinal e mais característica de definição. Fazendo um corte muito largo você pode perder a característica de um instrumento. A não ser que essa seja a sua intenção. Você pode obter resultados interessantes, mas não é a maneira mais precisa de fazer isso.

Usando um Q estreito, um corte estreito e preciso, você removerá frequências específicas, assim não vai interferir tanto no sinal em si. Quanto mais estreito for o corte, menos perceptível vai ser a alteração. Então esse tipo de ajuste é recomendado apenas para problemas com frequências específicas, tal como um “ringing” em um tom, uma ressonância do violão… etc…

Mas deve-se observar que um “boost” estreito ao contrário de um corte estreito, é muito perceptível. Um ajuste desse tipo não soa natural, e a tendência é que percebamos de imediato.

Mas como eu disse no início do post, vou provar porque esta dica é eficiente !

 

Em primeiro lugar a trilha original:

 

Boost estreito em 2060hz:

 

 

bt 2060

Um “ringing” aparece imediatamente , e seu cérebro entende baseado nas outras frequências que não existe um harmônico tão alto nesta.

 

Boost Largo em 2060hz:

 

eq-wide-boost

Pode não estar como você desejaria o som, mas o “ringing” não está tão aparente porque muitas outras frequências estão envolvidas.

 

Corte largo em 2060hz:

 

eq-wide-cut

Note que a característica de timbre do instrumento desaparece neste tipo de ajuste.

 

Corte estreito em 2060hz:

 

eq-narrow-cut (1)

Tudo que fizemos aqui foi remover o “ringing” numa frequência específica. Mesmo que seja difícil de ouvir na amostra original, sua remoção também é  difícil de ouvir.

 

Estes exemplos são apenas para efeitos ilustrativos, não creio que você precise de 14db de boost em 2060hz num violão por exemplo…

Lembre-se sempre que seu ouvido é quem faz o julgamento final. As técnicas de equalização servem apenas para indicar um caminho a seguir.

 

Post inspirado e livremente traduzido num artigo do site: http://www.hometracked.com/

Sobre Diego Moreno

Fundador do site, Engenheiro de áudio, apaixonado por música, divide o tempo entre a estrada o estúdio e a constante atualização do site.

Confira também

Entrevista: Rafael Fadul

Nome: Rafael Fadul Idade: 23 anos Origem: São Paulo, SP Atualmente em: Los Angeles, California …

%d blogueiros gostam disto: