segunda-feira , 19 agosto 2019
Início / Dicas / Mixando em MONO

Mixando em MONO

 

Todos nós ao aprofundarmos nossos estudos em áudio, somos recomendados a conferir nossas mixes em MONO. Mas será essa prática obsoleta?  É o que vamos conferir agora.

 

Para questões de esclarecimento, todo mundo mixa em estéreo.  Estéreo significa simplesmente dois canais ( L e R ). Uma mistura mono é simplesmente um canal. Você combina (ou soma) os canais esquerdo e direito em um único canal.

Leia também:

Vou explicar porque há vantagens em ouvir sua mixagem em mono:

 

Fase

Sempre que você combinar múltiplos sinais juntos (especialmente sinais similares), você corre o risco de ter problemas de fase.

Mas o que é fase?

“Formas de onda de áudio são cíclicas, isto é, tem  ciclos regulares ou repetições. Fase é definida como a distância de uma forma de onda ao longo de seu ciclo. A medição de fase é dada em graus, com 360 graus sendo um ciclo completo. Uma preocupação com a fase torna-se aparente quando misturamos duas formas de onda. Se estas formas de onda estão “fora de fase”, ou atrasada em relação a outra, haverá algum cancelamento no áudio resultante. Isso muitas vezes produz o que é descrito como um som “oco”. Quanto cancelamento e em que frequência isso ocorre, depende da forma de onda envolvida e o quanto fora de fase elas são (duas formas de onda idênticas, de 180 graus fora de fase,  irá cancelar completamente ).”

Leia Também:

Quando se utiliza múltiplos microfones, seja em um violão ou um over de batera, a regra é simples; quando mais microfones você usar, mais cuidado terá. Como mais microfones estão pegando o mesmo sinal, aqueles sinais, quando combinados, podem provocar cancelamentos em determinadas frequências.

Quando estiver posicionando e configurando o som dos microfones, pode ser difícil  ouvir questões fase se você estiver ouvindo em estéreo. Ouvir em mono permite ouvi-los mais facilmente.

O mesmo se aplica na mixagem. Você pode ter um som de guitarra muito legal com o pan para a esquerda, e outro grande som para a direita. Em estéreo soa incrível, mas em mono, de repente, torna-se finos e ocos. Não é necessariamente uma coisa má, mas descobri que aquela mix que soa boa em mono, soa maravilhosa em estéreo!

 

Problemas com os Graves

Isso é uma preocupação necessária quando trata-se de uma mix “recheada” em graves. Você acha que já tem a quantidade perfeita dos graves na equalização, até você ouvir em MONO então…  DECEPÇÃO. Graves embolados e o som com a caracteristica que chamo de “lamacento”.

Por quê?

Porque as faixas que têm direcionado para a esquerda e direita em sua mix,  tem pequenos pedaços de baixas frequencias  que você não ouve tão claramente quando se espalham em estéreo. Mas quando você  manda  tudo para mono, esses pequenos pedaços somam-se até “enlamear” a sua mix.

Enquanto ouve em mono, faça as mudanças necessárias de EQ até que tudo pareça bom e equilibrado … em seguida, volte para estéreo. E PRONTO!!!   É bastante surpreendente o quão bom ele soa.

Você não sabia que havia problemas de baixa freqüência antes. Ouvir em mono apontou, então quando você corrigiu e voltou para estéreo, tudo parecia mais limpo e profissional.

 

Como fazer?

Há muitas maneiras de ouvir em mono.

  • Vire o pan do seu master fader para o centro, tanto o L quanto o R.
  • Usar um plug-in como o um  medidor de Faixa Dinâmica ou um plugin de meter  no seu fader master.  Geralmente eles tem um botão “MONO”.
  • Use um gerenciador de  monitor, como o  Monitor Station  da Presonus . Existem botões mono sobre eles também.

Algumas pessoas me diziam que a mistura em mono não serve para nada, pois as pessoas sempre vão estar ouvindo  o que você mixou em estéreo. Bom ponto, mas eu vejo a mistura em mono como uma forma extra para descobrir problemas na mixagem.

 

Você mixa em mono?  Pare 30 segundos e deixe um comentário abaixo.

inspirado, traduzido e modificado de um artigo do site: homestudiocorner.com

 

Sobre Diego Moreno

Fundador do site, Engenheiro de áudio, apaixonado por música, divide o tempo entre a estrada o estúdio e a constante atualização do site.

Confira também

Entrevista: Rafael Fadul

Nome: Rafael Fadul Idade: 23 anos Origem: São Paulo, SP Atualmente em: Los Angeles, California …

%d blogueiros gostam disto: