quinta-feira , 13 dezembro 2018
Início / Dicas / Dica de mixagem: PSICOACÚSTICA

Dica de mixagem: PSICOACÚSTICA

Psicoacústica é tudo na sua mente, é o ramo da psicologia que estuda a percepção do som e seus efeitos fisiológicos.

Usando os princípios da psicoacústica, você pode enganar seus ouvintes a pensar numa mix de sons mais altos, mais amplos e mais profundos do que realmente são. Use essas dicas de manipulação da mente para criar uma mixagem com  enorme sonoridade.

 

Psicoacústica: Definição

(Fonte: WikiPedia)

“A psicoacústica estuda a percepção subjetiva das qualidades (características) do som: intensidade, tom e timbre. Estas qualidades ou características do som estão, por sua vez, determinadas pelos próprios parâmetros do som, principalmente, freqüência e amplitude.

Os parâmetros psicoacústicos mais relevantes são:

  1. Sonoridade: percepção subjetiva da intensidade (amplitude) sonora.
  2. Altura: está ligada à percepção do tom (na realidade, com a freqüência fundamental do sinal sonoro). Como se percebe o grave o agudo que é som?
  3. Timbre: é a capacidade que nos permite diferenciar os sons. O timbre está caracterizado pela forma da onda, por assim dizer, por seu componente harmônico.

Devido à sensibilidade (eficiência da resposta na freqüência) do ouvido humano, estes termos no contexto da psicoacústica não são totalmente independentes. Os três se influem mutuamente. Modificando um parâmetro, mudam os outros e a percepção do som varia. Por exemplo, se se modifica a intensidade de um som (sua sonoridade) isto acaba afetando na percepção da altura e do timbre, etc.”

 

Detone no Refrão!

A Psicoacústica determina que sons abruptos parecem mais altos do que aqueles que constroem-se lentamente para o mesmo nível. É a nitidez no contraste entre o silêncio e o pico  e também a rapidez com que a essa  transição ocorre, que cria a impressão de que algo está realmente alto.

Se quiser que sua mix detone no refrão ou se quiser dar um “UP” numa parte da música, não mostre tudo que a música tem sempre o tempo todo. O segredo está emincorporar aos poucos elementos à música de forma que no refrão ou numa parte em destaque você tenha todo destaque que o trecho da canção merece, dando assim a impressão que a música “cresceu”.

 

Distorça um ou mais canais!

Faça uma experiência: coloque pra tocar em dois canais diferentes,  no mesmo nível de volume (conferindo pelo meter) duas guitarras pré gravadas, uma clean e uma distorcida. Qual vai soar mais alto? A menos que a pista limpa seja significativamente mais brilhante do que a distorcida, seu cérebro irá sempre dizer que  uma distorção é mais alta. A distorção faz o cérebro pensar que uma coisa está mais alta, mesmo não estando.

Não são apenas guitarras que se  beneficiam deste truque. Se você não consegue colocar o canal da voz alto o suficiente pra comandar a mix, tente adicionar um pouco de distorção. O objetivo não é fazer o som vocal  fora de foco ou sujo, mas para adicionar harmônicos apenas o suficiente para tornar o som mais alto.

Os plugins  SPL TwinTube,Soundtoys Decapitator, Softube Focusing Equalizer e o  iZotope Nectar são todos feitos para essa finalidade. Utilizar estes plugins pode fazer com que seu canal de voz soe mais alto do que o não processado, mesmo estando no mesmo nível de volume.

 

Atrase o sinal!

Quanto mais tempo um som demorar pra chegar nos seus ouvidos, mais tempo o cérebro vai levar pra identificar a origem dele. Mas para completar o quadro mental, você deve entender um fenômeno físico real, que é a perda de alta frequência. Este efeito acústico dita que, quanto mais distante um som viaja pelo ar, mais a sua alta freqüência será atenuada.

Quanto mais pre-delay você colocar no seu plugin de reverb, mais agudo deve atenuar no canal do retorno do efeito, usando um filto low pass  ou high shelving. Ou seja, sempre que aumentar o pre-delay, atenua progressivamente as altas frêquencias, assim  irá adicionar profundidade natural e convincente a sua mix e enganar o seu cérebro para  pensar  que o som está vindo atrás de seus falantes!

Para enganar o seu cérebro de forma mais eficaz, certifique-se de alguns outros elementos da sua  mix estão na maioria ou completamente sem efeitos. É o contraste entre os sons secos e com reflexões que enganam o cérebro fazendo-o pensar que uma coisa está muito perto de você e outraestá mais distante. Você não pode criar uma sensação de profundidade, se tudo soa  longe.

 

Sua mix soando mais “aberta” usando o efeito HAAS.

Basicamente,  o efeito Haas é faz com que o cérebro interprete o som vindo de uma certa direção e ângulo de forma  mais natural para o ouvido, melhor do que fazer um simples ajuste de pan. O efeito Haas tira proveito do fato de que temos duas orelhas.  Na vida real, quando um som vem da esquerda que é recebido  pela orelha esquerda antes da orelha direita,  o cérebro interpreta essa diferença como “um som vindo da esquerda”. A interpretação depende de quanto tempo é o atraso entre os dois ouvidos , quanto menor o atraso, mais centrado é o som. Este atraso muito curto pode ser interpretado como uma mudança de fase, porque o som chega primeiro uma orelha e depois a outra. Então, quando não há mudança de fase, sem atraso entre os dois sinais percebidos juntos são interpretados como centro, sem nenhuma visão panorâmica.

 

Podemos usar este efeito psicoacústico (o efeito Haas) para imprimir mais profundidade e direção em nossas misturas, mesmo sem mudar o controle do pan. O efeito Haas é basicamente atrasar um dos dois canais (direito ou esquerdo) só um pouquinho,  não mais que 30 milissegundos. O canal que chega aos nossos ouvidos primeiro é o que determina de onde o som está  “vindo”, o canal mais atrasado é interpretado como a “cauda natural do som”.

Por: Michael Cooper.

Traduzido e adaptado por: Diego Moreno

Sobre Diego Moreno

Fundador do site, Engenheiro de áudio, apaixonado por música, divide o tempo entre a estrada o estúdio e a constante atualização do site.

Confira também

Masterização – O que há de errado com minha música?

masterização pode ser a salvadora da pátria. Se você já se indagou de alguma das maneiras abaixo, vai entender o que eu estou falando.

%d blogueiros gostam disto: