terça-feira , 18 dezembro 2018
Início / Resenha / Você sabe ler os meters?

Você sabe ler os meters?

É assustador ver que a maioria dos proprietários de home studios tratam os meters de sua DAW como nada mais do que uma “luzinha de clip”.

Eles não prestam muita atenção em tudo o que o meter está lendo e quão alto o áudio está (não visualmente, mas numericamente). Na verdade, eles só verificam seus meters se verem uma luzinha vermelha aparecer. Então nós temos um problema. Se isso for tudo que você precisa dos seus meters, então por quê tê-los em tudo? Basta nos dar então uma “luzinha de clip”.

Mas você é inteligente e percebeu que deve haver uma objetivo para ter meters sofisticados em sua janela de mix. E você já deve saber que não há necessidade de gravar tudo muito alto na sua DAW, mas sabia que existe um ponto ideal para a gravação digital? Para encurtar a história, você deveria gravar suas músicas em um volume médio (não o volume de pico) em aproximadamente -18dBfs.

meters2

É isso mesmo, há um ponto ideal para o áudio digital. Por quê -18dBfs? Bem, porque essa medida é o equivalente ao sinal de -0dBvu no mundo analógico. Você conhece todos aqueles equipamentos analógicos sofisticados, compressores, pré-amps, etc? Eles geralmente tem um bom VU meter old school com uma agulha saltante.

Quando essa agulha paira em torno do 0dB no VU meter, significa que é o ponto ideal daquele equipamento. E esse é o motivo do meter estar lá: para ajudar o engenheiro a saber quando o áudio está passando pelo equipamento no nível de sinal ideal dele. Bem, 0dB na sua DAW não é dBvu mas sim dBfs (escala total) e é muito diferente de 0. Esse 0 significa que clipou, o que não é bom.

Então, a questão é que a forma como conversores trabalham, em -18dBfs estará muito perto do equivalente analógico de 0dBvu. E uma vez que muitas DAWs e plugins são feitos para emular equipamento analógico, esse ponto ideal (sweet spot) é uma maneira inteligente para tentar tirar o melhor som possível.

Mas o problema vem do fato de que sempre o meter lê -18dBfs em diferentes alturas em diferentes DAWs. Dê só uma olhada em 4 meters de DAWs diferentes e observe onde cada um lê -18dBfs.

meters1
(Da esquerda para a direita: Logic Pro X, Studio One 2, Pro Tools 10 e Pro Tools 11 – créditos The Recording Revolution).

Você pode ver a confusão aqui. O meter do Logic lê -18dBfs um pouco a cima do meio. No Studio One lê um pouco abaixo do meio. O Pro Tools 10 lê a 30% do meter, e o Pro Tools 11 lê -18dBfs a 60%.

Todos eles são diferentes, e por isso você deve prestar atenção aonde o seu software mede o sweet spot. Não grave às cegas sem levar em conta o meter. Aprenda a vê-lo como mais do que simplesmente uma luzinha vermelha de clip. Veja nele os sinais saudáveis que soarão o seu melhor no mundo digital!

 

Até a próxima!

Traduzido do site therecordingrevolution.com

Sobre Karen Ávila

é colaboradora do Áudio Reporter, formada em Produção Musical pela Anhembi Morumbi e assistente do produtor musical Eduardo Pepato.

Confira também

Gravação do DVD da dupla Maiara & Maraisa

Eu e o meu amigo Renato Riva estávamos lá e vamos contar pra vocês um pouquinho de como foi o evento ;)

%d blogueiros gostam disto: