fbpx
sexta-feira , 14 maio 2021

Razões para mixar em volume baixo

O nome deste post poderia ser:  “Porque não mixar alto”.  Vou explicar algumas razões para você não fazer isto, e re-educar o volume na sua mix.

Razões para mixar em volume baixo 1

Porque mixar num volume baixo?

Quando estamos mixando, uma série de perguntas nos fazemos  sobre os fatores que interferem no resultado final:

  • O material mixado foi bem gravado?
  • Foram usados bons microfones?
  • A sala tinha uma acústica ideal?
  • Meus monitores são bons o suficiente?

Muitas outras questões  nos perguntamos durante a mix, mas não podemos esquecer dessa:

“Estamos mixando no volume correto?”

Como disse o mestre Edu Silva (in memoriam) no ÁudioList:

“Uma das muitas coisas que ocorrem quando você ouve musica em alto volume, e’ que sua percepção de graves e (em menor grau) agudos aumenta. Isso faz com que você tenha uma noção errada acerca do equilíbrio tonal da musica em que está trabalhando.

Outra: altos niveis de pressao sonora levam ‘a fadiga auditiva. Seus ouvidos (e cerebro) se “cansam”, e deixam de notar muitos detalhes.

Mais uma: quanto mais intenso for o audio reproduzido pelos sonofletores, mais ele ira’ ser refletido, absorvido e difundido pelos elementos da sala. Se esta não for acusticamente perfeita (existe alguma?), ela ira’ influenciar negativamente no que voce estiver ouvindo. E nem falei dos niveis de distorção e compressão dinâmica que surgem nos amps e falantes trabalhando em altos niveis de potencia… “

 

Se estiver alto, soa bem…

Razões para mixar em volume baixo 2De fato todos nós tendemos a aumentar sempre, isso faz o baixo parecer enorme, a batera vir com um punch bacana e as guitarras quase pulando do alto falante!  Emocionante né?

No momento que abaixamos o volume, tudo parece soar plano demais e chato. Porque?

O que acontece quando mixamos em volumes mais altos é que temos uma imagem imprecisa de nossa mix. Certas freqüências podem soar mais aparente em volumes mais altos e isso engana a seu ouvido.

Assine Nossa lista de e-mail

Posso mixar mais tempo!

Não podemos esquecer fadiga auditiva e aquela sensação de que estamos acostumados com o som, nos tirando a percepção fina dos detalhes. Este é um fator importante em mixagens longas.

Uma das principais características de bons engenheiros de mixagem é a consistência ( ou constância) de sua mix. Se seus ouvidos ficarem cansados depois de algumas músicas, como virá mixar  o resto do disco?

… Será que vai ser consistente como  na primeira música?

 

Quanto devo abaixar?

Este tópico em especial é assunto de um post inteiro. Já lí algumas publicações onde dizem que o volume ideal é o de 83dB, mas o que costumo fazer é mixar num volume que dê pra falar naturalmente com alguém ao lado, sem fazer esforço extra na voz.

Isso não te impede de algumas vezes checar num volume mais alto. Mas contenha-se ( a tentação é grande )

 

Proteja sua audição

Leia:

Você está nessa profissão pra trabalhar durante muito tempo ou não? Se você ouvir música todos os dias, ou várias vezes por semana, você precisa proteger seus ouvidos, tanto quanto você puder. Eu não consigo pensar em nada mais assustador do que trabalhar duro no  aprendizado do seu ofício e ganhar a confiança de seus clientes  para descobrir que suas orelhas estão fritas de tanto mixar alto.

Use o espaço dos comentários para dizer outras razões para mixar baixo e nos conte  em qual volume você mixa.

 

Referências: Audio List, Mixcoach,  The Recording Pro

Sobre Diego Moreno

Fundador do site, Engenheiro de áudio, apaixonado por música, divide o tempo entre a estrada o estúdio e a constante atualização do site.

Confira também

mitos do audio

Mitos do áudio revelados! Parte 1

Vou mais uma vez causar polêmica e discussão com este post, pois sei que muita gente que segue o blog faz ou já fez, concorda ou discorda de alguns desses mitos que eu vou comentar agora:

9 comentários

  1. muito interessante a abordagem. E pra show ao Vivo..? como proceder?

  2. Curva de Fletcher Munson!!!

  3. É um tema sempre polêmico. O difícil é convencer técnicos e músicos a entender que o volume muda completamente a forma que ouvimos.

  4. Quando escutamos sons acima de 60db, nossas glândulas liberam muitos hormônios.

  5. Alexandre Barboza

    eu sempre mixei em volume baixo sem saber que a maioria mixa em volume alto, depois dessa matéria vou continuar, ótima matéria

  6. Imagino que o ideal seja mixar no volume que você queira que a música seja ouvida…. afinal se o seu consumidor for ouvir mais alto ou mais baixo ele irá perceber a música de outra forma…

  7. Pelo fato da música estar alta nos causar a sensação de que soa “pesada” me vi por mixar em altos níveis na ilusão de que aquilo soava brilhoso e potente, no entanto, ao comparar com grandes produções profissionais, pareceu longe de estar comparável =//
    Esse artigo foi um aprendizado, Obrigado Audio Reporter pelos valiosos ensinamentos 🙂

  8. Muito Bom! Até porque a reprodução de uma mix final no cliente é escutada a baixo nível e a dica de testar a mix em nível de volume 83 a 85db para sentir o punch é excelente. Como dito, em baixo nível é estratégico mixar, tanto na questão de saúde e segurança deste lindo trabalho e para satisfação dos ouvintes/clientes. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: