fbpx
terça-feira , 11 maio 2021

Summing analógico. Porque você não deve se preocupar?

Há um grande debate que aparece no mundo da gravação e que gira em torno do summing analógico . As pessoas dizem que a mistura “in the box” nunca soará tão boa como usando um summing analógico.

Então, o que é somar e por que  analógico é supostamente melhor?Hoje eu quero explicar brevemente as questões em mão e ajudá-lo a perceber que você não deve se preocupar.

 

Summing analógico. Porque você não deve se preocupar? 1O que é “errado” Com o summing Digital?

O conceito de soma é realmente simples. Quando você grava e mixa muitas faixas (seja em um console ou no computador), você eventualmente terá que misturá-los  em  uma única faixa estéreo (seu master fader), assim você pode “renderizar” um arquivo stereo final. Este processo de canalizar todas as suas faixas em conjunto é chamado de soma. Assim como na matemática, quando você vai adicionando partes terá a soma de todas elas juntas.

Isso tudo ocorreu originalmente no domínio analógico, dentro de uma mesa de mixagem. Quando a gravação e mixagem digital  foi se tornando uma realidade, as pessoas reclamaram do som da soma que estava acontecendo dentro do computador. O argumento é que, quando você gravar faixas que são digitais por natureza e somá-los juntos  no digital, você obtém uma mixagem final inferior . Diz-se que soma digital soa frio, sem vida sem punch.

 

Summing analógico

A solução para este problema,   era levar faixas individuais (ou grupos de faixas) para fora do domínio digital e somá-las juntos em uma mesa analógica  e em seguida, tomar que o sinal estéreo analógico trazê-lo e  de volta para o computador como sua trilha estéreo final. Você poderia manter a vantagem de uma gravação digital e mistura-lo em uma DAW, mas beneficiando-se do “quente, de largura, e som enorme”  da soma analógica. Essa é a idéia, pelo menos.

Summing analógico. Porque você não deve se preocupar? 2

Por que este debate é bobagem

Existem dois grandes problemas com este debate do summing. Primeiro ele se torna uma muleta e desculpa para uma mixagem ruim. Soma analógica não vai fazer suas mixagens melhores. Mixar mais  irá ajudar a fazer suas mixagens ruins melhores .

Você precisa de experiência. Lembre-se, não há nenhuma bala mágica em gravação ou mixagem. Se houvesse, ninguém precisa aprender este ofício. Nós todos iríamos apenas sair e comprar o que precisássemos e estaria pronto uma mix perfeita.

Em segundo lugar há muitos profissionais renomados  lá fora, que não usam o summing  analógico . Eles mixam totalmente na caixa (ITB). Caras como Dave Pensado (Beyoncé, Justin Timberlake, Christina Aguilerra), Dye Charles (Ricky Martin, Bon Jovi, Sammy Hagar), fazem  toda mixagem in the box. O seu trabalho fala por si.

Ao mesmo tempo, vários outros profissionais mixam usando summing analógico. Esses caras são incríveis também  e seu trabalho falam por si.

O ponto? 

A soma analógica não é o denominador comum entre estes engenheiros de topo, mas sim  a sua habilidade e experiência.

Então, o que importa?

Agora que você sabe que este debate sobre o summing  é bobo e inútil em sua busca por melhores mixagens, você deve voltar ao que importa: mixar mais e melhor no seu equipamento. Use adequadamente a estrutura de ganho, EQ, compressão e você irá muito mais longe em sua carreira do que com um equipamento de summing analógico. eu garanto.

 

Comente e divulgue esse post, conte sua experiência, pergunte!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

E fique por dentro das novidades do mundo do áudio.

Sobre Diego Moreno

Fundador do site, Engenheiro de áudio, apaixonado por música, divide o tempo entre a estrada o estúdio e a constante atualização do site.

Confira também

mitos do audio

Mitos do áudio revelados! Parte 1

Vou mais uma vez causar polêmica e discussão com este post, pois sei que muita gente que segue o blog faz ou já fez, concorda ou discorda de alguns desses mitos que eu vou comentar agora:

22 comentários

  1. Muito bem !! Aprovado.

  2. Gostei muito do artigo. Mas ele não disse se o summing analógico melhora ou não o som. Claro que o conhecimento melhora muito mais que um summing, assim como um puta guitarrista tira um som de uma Tagima ou uma Fender ou, um amp transistor ou válvula. Porém tem algumas coisas técnicas nos amps valvulados que tornam o som mais "ao gosto" da maioria dos guitarristas. Eu sempre tive a dúvida se o summing analógico tem algo técnico que explique o porque tantas pessoas defendem que o analógico soma melhor o som. Porém, essas dúvidas continuam pois o assunto foi uma "muleta" pra dizer que o que importa é o conhecimento e não o summing…hehehehe. Como vocês manjam muito mais do que esse que vos escreve, a gente poderia ter um artigo bem aprofundado sobre o summing né? Bem técnico, dizendo o que os summing mixers (como da Neve) têm que muda ou não o som. Mas obrigado, esse blog esclarece muitas dúvidas minhas, sou fã e leitor assíduo.

    • Caro Bruno, infelizmente esse blog não poderá sanar suas dúvidas, pois o dono do mesmo mantem a atitude desleal de transcrever artigos de blogs gringos sem nem citar a fonte. Portante essa não é a opinião dele, muito menos fonte de suas pesquisas, então com certeza ele não poderá dizer mais nada alem do que o artigo disse.

    • Olá Bruno! Vou te dizer o que muda! É exatamente como nos amplificadores valvulados vs transistorizados. O som do analógico é mais quente, tem mais brilho, definição e conserva com mais fidelidade o som que foi captado na hora da gravação. Mas é como alguns acima disseram, não faz mágica nenhuma. O que define uma boa mix é antes de tudo uma boa gravação, instrumentos bem gravados, com suas partes bem executadas, usando instrumentos com boa captação, timbres definidos e arranjos que caibam bem numa canção pra que não haja exageros no resultado final, aí depois disso, uma boa mixagem é muito mais uma questão de técnica do que equipamento e o que fara realmente uma audível diferença, será a forma com que o mixador equaliza, compressa, reverbera e aplica efeitos diversos com equilíbrio e consciência. Trocando em miúdos, o analógico pode sim esquentar o som de uma mix e fazer com que ela tenha um resultado mais claro e com frequências mais definidas, mas não é nem de longe o essencial, pode-se conseguir resultados muito semelhantes no digital com uma diferença perceptível apenas por pessoas muito especializadas no assunto, ou seja, bem menos de 5% da população mundial. Abraço a todos.

  3. Handolpho de Souza

    Também se pode fazer um som porcaria com equipamento top de linha.
    É claro que o uso do summing analógico trará um resultado diferente do digital, mas a questao é: quem vai usar esse equipamento está habilitado pra isso? E outra: quanto custa um equipamento desses (da Rupert Neve, por exemplo)? Obviamente um equipamento desse nao se aplica a realidade de um HOME-STUDIO (não da maioria) e não vamos deixar de fazer música só porque "ah, eu nao tenho um summing analógico"! Quem tem, que faça bom uso!

  4. Acho que você deveria dar o crédito pra quem escreveu o artigo. Pelo vi, você praticamente traduziu o artigo do Site The Recording Evolution. Pode acabar te trazendo problema, ok?

    • É tanta correria que as vezes esqueço de citar a fonte…

      Já que teve o trabalho de criticar, pq não traduz uns posts pra gente?

      um abraço!

      • Ola Diego. Não me expressei de forma clara. De fato, nem espereva que o comentario fosse publicado (vc é o moderador, não é mesmo). Jamais viria te encher o saco no seu site. Quis apenas alerta-lo, pois alguem poderia entender errado e (ai sim) critica-lo. Continue seu belo trabalho. Aprendo muito com as dicas que voce posta aqui, ok? Vida que segue.

  5. Eu ja ouvi uma mix no escuro, bounceada, depois "summingeada", a mix que passou pelo summing soou melhor. Mas até onde vale o investimento? Vai depender do nível e estrutura no qual o profissional se encontra. Acho que melhora, mas não é uma mudança absurda que te faz pular da cadeira. Agora minha experiência não foi com um NEVE.

  6. Acho que o summing apenas soma no produto final,uma pitada de tempero,um toque de algo a mais,apenas isso.

  7. pelo visto vc nunca usouum summing analógico… o dia q usar vai mudar de opinião… e é obvio q quem mixa mal vai continuar mixando mal… essa foi a principal linha de defesa: aprimorar-se ao invés de se preocupar com o summing. Mas uma defesa técnica naum existiu.

    o q posso dizer por própria experiência é: é mais fácil separa os instrumentos (todos soando fortes e altos e sem sobrepor uns aos outros) outra é q é mais fácil de se obter a "cola" da mixagem… tudo soa como um bloco único… se consegue isso tb no digital evidente, mas soa mais natural no console

    • CONCORDO COM O AMIGO QUEM JA FEZ OS DOIS MODOS SABE A DIFERENÇA O ANALOGICO DEIXA TUDO MAIS SEPARADO E MAIS SOLIDO OS GRAVES PRECISOS E TUDO AQUILO QUE OUVIMOS DAS GRAVAÇÕES GRINGAS..VEM DO ANALOGICO…

  8. Eu acho que no audio vale tudo pra tentar tirar um bom som,se na ciência ta provado que o summing na teoria é melhor que o digital então ponto final na discursão.agora querer discutir outras questões ai fica impatado por que ambos tem suas vantagens e suas desvantagens.

  9. Gustavo - Online Mixing

    Estimado Diego, o Maserati usa um sistema híbrido. Mesmo que faça o summing digital, usa componentes analógicos durante a mistura que (nem que só por si) dão a côr (coloração) que ele conhece / gosta / trabalhou. Hoje há os dois lados. As marcas que querem vender o seu hardware e as marcas que vendem softwares, alguns deles que até o Maserati tem uma assinatura. Isto sem falar que na maior parte das vezes o trabalho misturado pelo Maserati terá sido gravado em altas superfícies analógicas o que torna o seu post, em certa parte, invalido. O que acho de maior importância falar é o uso e o muito estudo e exercício que é importante fazer para se ter uma vida saudável no mundo do áudio, não se iludindo com maquinas ou plug-Ins, quando o segredo esta na experiência e muito trabalho e dedicação. Só daí sairão as melhores lições e dicas.

  10. Alan Di Toro Araujo

    Bla bla bla, acho que uma coisa que ninguém entende ou para pra pensar, um bom trabalho é feito com bom ouvido e experiência, e isso nenhum equipamento pode fazer pra você.

  11. nao é o caso que o summing vai fazer sua mixagem. e sim, dar a cola nela, dar o Q que falta, o ponto no i. a soma analogica passando por captador ou valvula é muito melhor do que voce simular isso no pc, isso nao tem nem comparação. achei texto acima meio inutil…

  12. ta escrito Dye Charles, mas o nome do engenheiro é Charles Dye

  13. Me tirem uma duvida galera, o summing na pratica seria eu criar uma track na daw e depois gravar o sinal analogico somando com o sinal digital ?

    • Não, não. Vc tem que ter placas de som com várias saídas analógicas (8, 16, etc). Utilizar cabos para plugá-las em um equipamento analógico (mesa de som ou equipamento de summing, que nem precisaria de volumes e pan, ok).. aí a mixagem ocorreria dentro desse equipamento e vc tiraria um cabo estéreo para voltar pro computador, digitalizando novamente pela entrada da placa.

  14. Eu até concordo com o artigo, mas esperava uma explicação com detalhes concretos, ainda mais vindo de um “Engenheiro de Áudio”.

  15. “Use adequadamente a estrutura de ganho, EQ, compressão e você
    irá muito mais longe em sua carreira do que com um equipamento de
    summing analógico.”
    “Não existe mágica.”
    …e por ai vai!

    Concordo com tudo, mas que dá um Tezão ver a mesa fritar o áudio, dá, e que isso ajuda no seu emocional e também na sua mix, ajuda!
    Tbm tem o coeficiente de vazamento de cada canal nos seus irmãos e primos distantes e muitos outros detalhes técnicos do summing analogo.

    Acho q o lance é a galera parar de brisar em “o que usar?” e sim em “como e porque usar?”.

    Mixagem é arte!
    Foda-se o pincel e tinta que usa, o quadro vai sair do seu sentimento com ajuda da tua experiencia.
    Acho. rsss

    Ale Kaimer (n consegui usar o sistema de login)

  16. Quem já usa o analógico vai continuar usando,a diferença não é pouca. Será que esses engenheiros citados não utilizam uma infinidade de outboards em suas mixs?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: