domingo , 21 julho 2019
Início / Dicas / Porque usar delay? (e como ajustar corretamente o tempo)

Porque usar delay? (e como ajustar corretamente o tempo)

O Delay é um efeito bastante usado em mixagens hoje em dia. Mas você sabe tirar proveito dele?

 

Temos tantos plugins exóticos hoje em dia que acabamos por ignorar os mais simples, e você não vai achar algo mais simples que um Delay.

Pegue um sinal, atrase-o alguns milisegundos, abaixe-o um pouco e adicione junto com o sinal original. De repente tudo se torna mais brilhante e espaçoso. Você ainda pode voltar o sinal novamente pro Delay, obtendo assim o que chamamos de “echo” ou nos “tempos dourados” do áudio o que chamaram um dia de “spin echo”.

Naquele tempo usava-se um gravador de fita stereo adicional, como o Revox A77 ou B77. Você podia nele gravar e por pra tocar ao mesmo tempo, mas o delay era criado pela distância entre a cabeça de gravação e a de reprodução. Você poderia criar tantos tempos de delay até onde a velocidade do gravador suportasse. Caso fosse um gravador de velocidade variável, tinha uma gama ainda maior de tempos de delay a serem explorados.

 

Ajustando o tempo

Tempos de delay podem ser facilmente ajustados “de ouvido”, mas você não vai resistir a olhar o display de milisegundos. Ou você pode usar a tecla “TAP TEMPO”.

Os dois métodos são bons mas você pode se desejar calcular o tempo de delay.

Aqui está como fazer isso:

  • Primeiro, comece com um número mágico: 60,000
  • Depois divida o BPM da música com o número mágico. Se a música estiver em 120BPM, o resultado vai ser 500ms

Se o delay ficar confuso com a música ou com o sinal original, você ainda pode subdividir esse resultado de 500ms por 2, por 3, 4 ou até 5. Você vai ter uma gama enorme de tempos de delay relacionados com o tempo da música. Dividindo por 3 como exemplo, que resultará num tempo de 167ms, você vai ter um delay em tercinas.

Se multiplicar 167 por 2, ainda estará num tempo de delay baseado no BPM da música!

 

Número mágico?

Mas de onde vem esse número mágico?

A resposta é simples. É o número de milisegundos existente em 1 segundo (1000), multiplicado pelo número de segundos em 1 minuto (60). Claro, você não tem que definir tempos de delay dessa forma, mas é uma experiência que todo músico/engenheiro de som deve saber e experimentar pelo menos uma vez em sua carreira.

 

 

Artigo traduzido e modificado do site record-producer.com, artigo original por: David Mellor

Sobre Diego Moreno

Fundador do site, Engenheiro de áudio, apaixonado por música, divide o tempo entre a estrada o estúdio e a constante atualização do site.

Confira também

Entrevista: Rafael Fadul

Nome: Rafael Fadul Idade: 23 anos Origem: São Paulo, SP Atualmente em: Los Angeles, California …

%d blogueiros gostam disto: