sábado , 21 setembro 2019
Início / Dicas / 6 Erros comuns no home studio – [Parte3]

6 Erros comuns no home studio – [Parte3]

Todos nós cometemos erros na vida, especialmente quando se trata de gravação. Se você pode eliminar os erros, você pode obter gravações melhores. Então esqueça seu orgulho, gaste 5 minutos do seu aprendizado de vida e comece a gravar melhor no seu home studio agora mesmo!

Se você perdeu os quatro primeiros erros de uma gravação, acompanhe aqui PARTE 1  |  PARTE 2 . Depois volte aqui e leia o restante. Suas gravações irão me agradecer…

 

Erro # 5 – Gravar MUITOS  takes

Quem acompanha o Audio Reporter sabe como lidar com  limitações numa gravação ou mixagem. A vantagem de ter uma limitação é que é a chave para desbloquear a criatividade.

O problema é que no home studio podemos facilmente gravar um milhão de takes, dependendo somente do desempenho da sua DAW.

Vai gravar o baixo? Porque não gravar 4 ou 5 takes????  Gravar vozes? mais 8 takes… A cantora quer fazer mais uns takes?  VAMOS LÁ!!! Vamos compilar o que há de melhor nesses takes e fazer um melhor!

Há dois problemas nessa mentalidade acima: Ela gera preguiça no estúdio e um trabalho árduo ao mesmo tempo que é editar tudo. Faça um favor a você mesmo e aos músicos, limite os takes em 2 ou 3 no máximo. Se não está pronto pra gravar em no máximo 2 takes,  o músico não está pronto pra gravar…

Deixe o músico passando o som enquanto você faz os últimos ajustes na monitoração e microfonação, isso vai garantir a ele segurança na música e te economizar tempo e paciência em estúdio. Então quando todos se sentirem prontos, aperte o REC e esteja pronto pra gravar 2 takes no máximo. Esta ligeira pressão psicológica de acertar em até 2 takes PODE trazer o melhor de um bom músico, assim como é num show ao vivo que ee só tem UMA chance.

 

Erro # 6 – Não gravar dobras

Eu sei que eu te disse pra não gravar muitos takes, mas por incrível que pareça, uma coisa que as pessoas não se atentam em gravar são as dobras.

Mas o que são dobras?

Não confunda dobrar uma trilha com duplicar. Duplicar é copiar exatamente o mesmo take pra outro canal fazendo-o tocar ao mesmo tempo com o original ( o que é terrível ).  Dobrar é gravar um novo  take com a mesma execução do primeiro. Geralmente abrindo o pan 100% pra cada lado.

Porque isso é útil?

Muitas mixagens se beneficiam das dobras de guitarras por exemplo, poque você pode obter um som gigante de guitarra sem muitos truques de gravação.

Muita gente não se arrisca em dobrar o que parece ser necessário porque não veem vantagem em utilizar uma dobra. Mas como eu sempre digo em alguns posts, EXPERIMENTE. Dobre violões, guitarras  e vocais assim que houver necessidade. Misture os canais, brinque com o PAN, utilize ao seu favor o que os engenheiros “do passado” nos ensinaram. Na pior das hipóteses vc vai ter um take extra pra editar! 😛

 

Elimine os erros

É isso aí. Se você  parar de fazer esses erros  em suas sessões de gravação, eu prometo que  vai notar uma diferença. 

Você já fez algum desses erros? Deixe um comentário e deixe-nos saber o que você aprendeu!

 

Artigo escrito por Graham Cochrane do site: http://therecordingrevolution.com

Traduzido e modificado por Diego Moreno


Comente e divulgue esse post, conte sua experiência, pergunte!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

E fique por dentro das novidades do mundo do áudio.

Sobre Diego Moreno

Fundador do site, Engenheiro de áudio, apaixonado por música, divide o tempo entre a estrada o estúdio e a constante atualização do site.

Confira também

Entrevista: Rafael Fadul

Nome: Rafael Fadul Idade: 23 anos Origem: São Paulo, SP Atualmente em: Los Angeles, California …

%d blogueiros gostam disto: