domingo , 20 janeiro 2019
Início / Dicas / Entendendo o Ableton Live – Warp

Entendendo o Ableton Live – Warp

 

O Live é criação da empresa Ableton (www.ableton.com), sediada em Berlim, e é provavelmente um dos softwares para PC ou Mac mais utilizados em situações ao vivo por bandas que fazem Live PA e por DJs, pois possui um incrível sistema de sincronismo de reprodução de loops de qualquer andamento, gravação de clipes e processamento de sinal, tudo em tempo real, desde que usada uma interface de áudio com driver de baixa latência, tipo Asio ou Core Audio.

Justamente para atender ao público acostumado com loops e palcos é que o Live veio ao mundo. Desde o início os recursos descritos acima já estavam presentes, porém, nas últimas edições, ficou claro que o pessoal da Ableton está interessado em investir nas funcionalidades de estúdio e de produção musical.

Uso do Live:
  • Você pode usar o Live como um multipista no seu estúdio – gravar,editar,mixar e finalizar seu trabalho.

 

  • Se voce é DJ, o Live possui ferramentas muito úteis tanto para usar na pista como para produzir remix,bases,beats etc…
  • Você pode levar para o palco bases,loops, ou qualquer material em audio ou midi. O Live permite que você aplique ao vivo e em tempo real qualquer mudança no arranjo,andamento e até mesmo recriar e interagir com a banda.

A grande “pegada”do Live é ser justamente ser o “canivete suisso”,ele vai acompanhar você tanto no estúdio como no palco.

 

Warp

 

O termo warp significa dobra, o que o Live faz é exatamente isso: Dobra e desdobra os arquivos de audio. Atraves de logaritmos, o Live vai adequar o arquivo de audio ao andamento da sua sessão,nem sempre ele acerta,o que não quer dizer que você não possa reconfigurar e colocar tudo no lugar de uma maneira prática e rápida.

Com este recurso O Live “synca” loops e até mesmo músicas inteiras de forma rápida e precisa.

Vamos ver como fazer warp de uma música inteira.

Primeiro vá em preferences e habilite “auto-Warp Long Samplers>

 

 

Pela janela de navegação arraste uma música para um slot qualquer.
obs: você pode também usar as janelas de navegação do próprio computador para arrastar os arquivos para o Live.

 

 

Uma vez importado  dê duplo clique no arquivo.

 

 

Ligue o metrônomo do Live, figura destacado em amarelo.

 

 

Dê play no clip e ouça a música, perceba se ela esta “sincada”,na maioria das vezes o Live acerta,principalmente se for uma música gravada com o metrônomo.

 

 

Veja na figura abaixo, a seta – Ela vai marcar o início do clip.

 

 

Faça um teste: Desloque a seta e ouça o que acontece.
O tempo “um”  da música sai do metrônomo ou, se o Live não acertou o tempo “um”, você a coloca  no lugar certo.Localize na wave o lugar certo,olhos e ouvidos atentos !!!
Isto vai fazer com que toda vez que você der o play no clip ele sempre vá iniciar no tempo “um, ou de onde você deixar a seta.

 

 

Vá ouvindo a música  conferindo se ela está “sincada” com o metrônomo,se em algum lugar ela “descolar” dê stop.
*Dica para que a imagem acompanhe o audio habilite a seta Follow.

 

 

Você pode ir adequando manualmente cada marca warp,clicando no quadrado amarelo e movendo-os para trás ou para frente.
(quadradinhos amarelos) Lembre-se que ao mover um deles tudo que está antes e depois também será movido,para que isto não aconteça crie,outros warps.

 

 

Ou para ser mais prático e rápido use:

Clique com o botão direito na wave no ponto que você quer “sincar”.

Vai aparecer este sub menu:

Use uma das opções:

– Set 1.1.1 Here – Determina que o marcador será o início do primeiro compasso do clip. Essa função geralmente é a primeira que deve ser utilizada quando se estiver trabalhando com o Warp, para que se possa, antes de tudo, determinar com precisão o início do seu loop.

– Warp From Here – Executa um Warp automático a partir daquele marcador, e tudo à esquerda (anterior) do marcador fica intacto. Essa função só é eficiente se o clip usado tiver um andamento estável.

– Warp From Here (Start at — BPM) – Funciona da mesma maneira que o Warp From Here, com a diferença de que o andamento do set é tomado como ponto de partida. Assim, o Live terá uma noção melhor do andamento do clip. Pode ser uma boa ideia utilizar antes a função Tap Tempo (com o Warp do clip desabilitado) para se ter uma noção de qual é o andamento original do clip, e, assim, ajudar o Live a encontrar o andamento correto.

– Warp From Here (Straight) – Assume que o andamento do clip é perfeitamente estável, sem nenhuma variação. Com isso, o Live irá criar apenas um marcador, facilitando e agilizando o processo. Essa ferramenta só deve ser usada em músicas de produção eletrônica cujo andamento é fixo.

– Warp — BPM From Here – Assim como a anterior, essa função assume que o andamento do clip é perfeitamente estável e com um andamento exatamente igual ao do set. Com isso, o Live irá criar um único marcador no início do áudio e posicioná-lo de acordo com o andamento atual do set. Essa ferramenta só deve ser usada em músicas de produção eletrônica cujo andamento é fixo. Você deve saber o valor exato do andamento.

Veja o vídeo:

Espero ter contribuído !!
Qualquer dúvida entre em contato:
nairoelo@gmail.com

 

Nairo Elo é colaborador do ÁudioRepórter, ministra aulas em seu estúdio particular, http://cursohomestudio.blogspot.com e também na escola Pracatum, atua como técnico de gravação, músico free-lancer, programador e produtor.

 

Sobre Nairo Elo

é colaborador do ÁudioRepórter, ministra aulas em seu estúdio particular, www.nairostudio.com e também na escola Pracatum, atua como técnico de gravação, músico free-lancer, programador e produtor.
%d blogueiros gostam disto: